12 de jun de 2015

O INVERNO E A INGESTÃO DE ÁCIDO ASCÓRBICO

Bom dia...
o inverno esta chegando e acho que é bom falarmos sobre a ingestão de ácido ascórbico. Nunca ouviu falar? Chances de 100% que já ouviu sim, mas por outro nome: a VITAMINA C. Pois é, resolvi escrever sobre este assunto depois de algumas informações errôneas que as pessoas têm.
A vitamina C, cujo nome técnico é ácido ascórbico, é uma vitamina hidrossolúvel, ou seja, é solúvel em água. Ela não pode ser sintetizada pelos seres humanos, sendo assim, a única maneira de obtê-la é pela alimentação. 

Benefícios comprovados da vitamina C
  1. Melhora a imunidade: A vitamina C aumenta a produção de glóbulos brancos, células que fazem parte do sistema imunológico.
  2. Evita o envelhecimento da pele: A vitamina C evita o envelhecimento da pele por ser essencial para a produção natural de colágeno pelo organismo. Além disso, a vitamina C tem ação antioxidante, ou seja, neutraliza os radicais livres, protegendo a pele contra a degradação de colágeno. 
  3. Proporciona resistência aos ossos: Isto ocorre porque a vitamina C é necessária para a produção de colágeno. Esta proteína além de ser benéfica para a pele, também proporciona resistência aos ossos, dentes, tendões e paredes dos vasos sanguíneos. 
  4. Melhora a absorção de ferro: A vitamina C aumenta a biodisponibilidade de ferro não-heme, aquele de origem vegetal, no organismo. 
  5. Evita problemas de visão: A vitamina C contribui para prevenir problemas de visão em decorrência do envelhecimento. 
  6. Previne derrames: A vitamina C mantém as concentrações de colágeno e elastina, que em boas quantidades evitam a ruptura de coágulos e a formação de placas nas artérias.
  7. Ação antioxidante: A vitamina C é um poderoso antioxidante que combate os radicais e assim diminui os riscos de diversas doenças, entre elas o câncer e processos degenerativos associados com a idade. 
  8. Previne e melhora gripes e resfriados: Alguns estudos já apontaram que a suplementação constante de vitamina C provoca redução na duração dos sintomas do resfriado. 

Deficiência de vitamina C
Um dos problemas de saúde ocasionados pela falta de vitamina D é o sistema imunológico enfraquecido, que é caracterizado por gripes e resfriados frequentes. Outra complicação é o escorbuto, doença que provoca problemas nas articulações, inchaço, inflamações nas gengivas, perdas dos dentes, hemorragias, feriadas que não cicatrizam e sistema imunológico deteriorado, podendo em casos extremos levar até a morte. 

Fonte de vitamina C
As frutas e vegetais são as melhores fontes de vitamina C. 

VegetalCONTEÚDO (mg)
1 banana20
150 g brócolis170
175 g couve80
300 g espinafre270
1 goiaba275
1 kiwi65
1 laranja65
1 maçã20
1 mamão125
150 g morango95
1 pimentão240
2 tomates70

Não se esqueça que os alimentos ricos em vitamina C devem ser consumidos preferencialmente crus, frescos e caso vá cortá-los faça isto na hora. Isto porque o nutriente oxida com facilidade quando entra em contato com o ar. Porém, após serem cozidos os vegetais ainda contém a vitamina C, apesar de em quantidade menores. A melhor maneira de cozinha-lo é no vapor, pois quando ele é cozido na água a perda do nutriente é maior. 

Quantidade recomendada de vitamina C
As doses recomendadas podem variar muito dependendo da fonte/estudo pesquisado. Eu sabia que para adultos a quantidade era de cerca de 200mg/dia. 
Mas aqui coloquei as doses recomendadas por entidades governamentais de vitamina C:
  • United Kingdom's Food Standards Agency - 40 miligramas por dia.
  • Organização Mundial da Saúde - 45 miligramas por dia.
  • Health Canada - 60 miligramas por dia.
  • United States' National Academy of Sciences - 60-95 miligramas por dia.

O uso do suplemento de vitamina C
O organismo humano é capaz de armazenar apenas uma certa quantidade de vitamina C, então para que não haja deficiência é preciso ingerir novos suprimentos diariamente.
A suplementação de vitamina C é recomendada quando a deficiência do nutriente é identificada e não é possível supri-la com a alimentação, mas se a dose for muito alta, por exemplo, os comprimidos de 1g que vemos no mercado, o excedente será excretado na nossa urina. Assim, se você optar pelo uso de suplementos vitamínicos, o ideal é escolher aqueles que contenham quantidades moderadas e aproximadas da dose diária recomendada. Por isto é importante que esta suplementação deva ser recomendada após a avaliação de um nutricionista ou médico e precisa ser acompanhada por este profissional.


Nenhum comentário:

Postar um comentário