27 de mar de 2015

O SAL QUE VOCÊ NÃO VÊ

Bom dia...

Já falamos deste assunto em 2014, mas como semana passada foi a Semana Mundial de Conscientização do Sódio achei que seria importante "bater nesta tecla" mais uma vez. Com a mesma finalidade, o IDEC (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor) publicou um especial chamado "O Sódio que você não vê" buscando informar e conscientizar nós, consumidores, para os problemas que o consumo excessivo de sal e também para lembrar de alguns pontos bem importantes que nos passam batido na correria do dia a dia. Este informativo é bem legal, já que é bem didático, Assim peguei algumas das imagens para ilustrar este post, juntamente com outras informações que achei válidas, mas  ainda vale a pena dar um conferida no link com o especial completo.

Relembrando...o sódio é muito importante para o funcionamento do organismo, mas não podemos abusar. Você sabia que o brasileiro consome mais que o dobro da quantidade de sódio recomendada pela Organização Mundial da Saúde (OMS)? Mas nós não somos os únicos, veja no quadro abaixo outros países e seus respectivos consumos.

Esse excesso provoca sérios damos à saúde da população e está associado a uma série de doenças, sobretudo à hipertensão arterial. No mundo, a pressão alta é considerada um dos principais fatores de risco de mortes. Já no Brasil, segundo o novo levantamento Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel 2012), a hipertensão atinge 24,3% dos brasileiros hoje (Fonte).

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que o nutriente seja usado com parcimônia: no máximo 2 gramas diárias de sódio, o equivalente a 5 gramas de sal (já que o alimento é composto 40% de sódio). Para ficar mais didático, é só olhar a imagem a seguir. Contudo devemos ter atenção, pois esta é a quantidade de sal que adicionamos aos alimentos é mais fácil de ser controlada, a parte mais difícil está mensurar a quantidade de sal que consumimos através de alimentos já industrializados.

Para visualizar a quantidade de sal adicionada aos alimentos processados a Anvisa (Agencia Nacional de Vigilância Sanitária) fez uma pesquisa com 496 alimentos, divididos em 26 categorias. O ranking com os 10 mais estão na tabela abaixo, mas se você quiser ver a lista completa esta aqui.


Mesmo assim, esta tabela mostra produtos em que está meio na cara que terão grandes quantidades de sódio (o que pode chocar é a quantidade). Nestes dois links (1 e 2), tem outros alimentos supercomuns, que a maioria das pessoas come quase todos os dias e que possuem taxas de sódio altíssimas

Sendo assim, fica a dica: leia as informações nutricionais e visite websites para aprender sobre o conteúdo de sódio dos alimentos que você consome regularmente. Um pouco de conhecimento acerca do conteúdo de sódio de um alimento ingerido diariamente pode ajudar muito a convencê-lo a cortar o excesso de sal.

Bom findi para vcs... e cuidado com o sal!






Nenhum comentário:

Postar um comentário