18 de jul de 2014

MUITA OU POUCA ROUPA?

Olá leitoras...

Hoje decidi mudar um pouco o tema dos posts da coluna nas últimas semanas, queria falar sobre uma coisa que tem me chamado muito a atenção desde que estou morando no nordeste: bebês mal agasalhados!  O que vejo muito aqui são crianças “quase peladas” nos shoppings enquanto os pais estão usando calças e mangas longas! Contudo a idéia também vale para o sul do país, onde temos um inverno bem rigoroso.

Fonte: http://guiadobebe.uol.com.br/agasalhar-seu-bebe-com-exagero-nao-e-bom/

Agasalhar demais o seu bebê é tão negativo quanto sair à rua desagasalhado. Portanto, lembre-se que, embora seja importante mantê-lo protegido do frio, a roupa que escolher deve ajudar a manter seu calor corporal sem incomodá-lo ou pressioná-lo demasiado.

Para saber se um bebê está usando muita ou pouca roupa, os pais devem ficar atentos para saber se o pequeno está transpirando ou com o nariz gelado, que mostra que a criança está com frio. Se as roupas próximas à pele estiverem úmidas, o cabelo da região da nuca estiver molhado e o pescoço quente, provavelmente ela está excessivamente agasalhada. Além disto, as peças molhadas em contato a pele pode aumentar o risco de resfriados, principalmente nos meses frios.  O excesso de roupas pode provocar febre, a chamada hipertermia, que é a incapacidade do organismo de reduzir a produção de calor, assim como desidratação e brotoejas.

Outra coisa importante a ser lembrada é que o desconforto que leva ao choro ou inquietação, por isto preste atenção nisto, pois provavelmente esta na hora de tirar uma camada de roupa. Contudo conforme cresce, a criança consegue por si só identificar se sente frio ou calor. Portanto, preste atenção quando ela pede para tirar ou vestir roupas quentes.

O recomendado é que as crianças usem roupas confortáveis – que proporcionam maior qualidade de vida – ao invés de peças justas, de tecido sintético ou muito pesadas. Deve-se dar preferência às roupas de algodão, principalmente as que terão contato direto com a pele. Assim uma dica básica que pode ser aplicada na maioria das situações: o seu bebê recém-nascido ou bem novo precisa de apenas uma camada de roupa a mais que você. Portanto, se está de manga curta, ele pode estar de manga comprida de material leve. Se você está de manga comprida, ele pode estar com uma blusinha de frio.
Contudo, não se pode esquecer o outro lado da moeda. Vale à pena proteger o bebê quando se vai a algum lugar com uma temperatura mais fria. Para trajetos curtos (de casa até o carro, sair da garage até entrar em casa), enrolar o bebê em um cobertor pode ser mais prático. Mas, se for levar mais tempo em contato com o frio é preferível usar várias roupas fáceis de por ou tirar, pois, se a temperatura começar a subir ou a criança mostrar um desconforto pelo excesso. Assim, é aconselhável que os optem por vestir os filhos no estilo “casca de cebola”, ou seja, várias peças de roupa ao invés de apenas um casaco muito pesado, por exemplo. Para que não haja reações alérgicas ou aparecimento de doenças respiratórias.

Para finalizar, depois de levar em conta o ambiente (calor, frio, ar-condicionado, ventilador funcionando), outra forma de verificar se seu filho está devidamente agasalhado é verificar a temperatura do tronco (barriguinha e tórax) e da cabecinha. Se eles estiverem quentinhos, seu filho está bem. Se não, é bom colocar uma roupa mais quente. Mãos e pés geralmente são mais frios que o resto do corpo.

Fonte: http://revistavivasaude.uol.com.br/colunas/nao-exagere-na-hora-de-agasalhar/839/

Beijão e até a próxima sexta!

3 comentários:

  1. ótimo texto
    temos que ficar ligadas aquecer o pequeno sem incomodar
    *´¨)*Linda Noite!
    ¸.•*¸.• ?´¨).• ?¨) Beijokas da Nanda
    (¸.•´*(¸.•´*(.¸. •*
    Mamãe de Duas

    ResponderExcluir
  2. Aqui sempre levo em conta que memo estando calor, esfria no final da tarde e um casquinho sempre na bolsa pra minha flor não assar frio. tem novidades no blog. Bom final de semana, bjs

    ResponderExcluir